Implantação de Sistema e Gestão ERP (Enterprise Resources Planning).

Se a sua empresa cresceu, certamente você precisa de Implantação de Sistema e Gestão ERP, então escolha a ferramenta ideal para o seu segmento de atuação conhecendo nossas soluções tecnológicas. A partir da implantação de sistema e gestão ERP, seus colaboradores na empresa acessam o sistema de qualquer lugar, pois os seus dados ficam guardados em uma base repositória no servidor onde estarão disponíveis de forma online sem você se preocupar com backup dessas informações.

Agilize suas vendas, controle no estoque e fluxo de caixa dia-a-dia com uma solução sob medida para microempresas, a Guia-se Negócios pela internet atende os desafios para gerir o seu próprio negócio com eficiência e baixo custo investimento.

Somos uma empresa especializada na implantação de sistema e gestão ERP atendendo PMGE no setor Industria, comércio e serviços com ferramentas desenvolvidas e personalizadas por profissionais especialistas e consultores em cada modelo de negócio como: consultórios médicos, pequenos varejistas, microindústrias, industrias e prestadores de serviços em geral.


“Loja virtual integrada com Sistema de Gestão ERP e emissão de Nota Fiscal para pequenas e média e grandes empresas”

SUA EMPRESA CRESCEU?

PLANOS E INVESTIMENTOS:

Implantação de Gestão ERP

SUA EMPRESA CRESCEU?

Como fazer para não perder o controle das operações administrativas, comerciais, financeiras, logística operacional da sua empresa e não precisar pegar papéis ao vento?

O primeiro passo é agilizar a Implantação de Sistema e Gestão ERP (Software de Gestão Empresarial Online para Micro e Pequena Empresa) que gerencia sua empresa física ou online, cuide de cada CNPJ seja matriz e/ou filiais até mesmo controle financeiro por centro de custo de operação.

ERP SISTEMA DE GESTÃO TOTALMENTE EM NUVEM:

Se a sua empresa está realizando controles financeiros através de planilhas Excel, está na hora de repensar na gestão corporativa e sustentabilização.,Já passou da hora de perder o medo da era digital e ter um sistema para Gestão empresarial, 100% online, seguro e integrado com diversas plataformas. Tenha sua empresa física ou totalmente online podendo acessa toda e qualquer informação de forma prática e segura, você passará a ter uma gestão muito mais facilitada e observar todo controle seja financeiro, estoque, comercial, logístico e operacional online e através de gráficos e relatórios e muito mais através da Implantação de Sistema e Gestão ERP.


ERP – IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA E GESTÃO ERP:

Facilite as operações e gestão da sua empresa com o nosso ERP – Gestão Empresarial Online de forma prática, segura, online com informações integradas e permissões de acesso simultâneo, o ERP da Guia-se facilitará sua gestão empresarial e dos seus negócios através de uma série de ferramentas opcionais. Por ser prática e 100% online, você passa a administrar o seu negócio de qualquer lugar e/ou dispositivos (fixo e móvel) através da internet. Além disso, nosso sistema é fácil e intuitivo para gerenciar!

Seguro e total controle financeiro de suas contas por meio da Internet, auxiliando na sua gestão financeira e obtendo um melhor controle de suas receitas e gastos. Inclui controle administrativo, compras, vendas, estoque e CRM, no sistema veja suas pendências, visualize atividades em atraso, responda comunicados pendentes e receba também as notificações por e-mail ou SMS.

COMO REDUZIR CUSTOS NA SUA EMPRESA?

“Tenho que aumentar minha base de clientes”


“Devo melhorar o serviço aos clientes”


“A concorrência é cada vez maior”

“Como planejar investimentos para os próximos 2 ou 3 anos?”

“O mercado é dinâmico. Devo reagir com mais velocidade”

“É preciso manter os custos controlados”

“Necessito de ferramentas para me manter focado no negócio”

FATORES CRÍTICOS DE GESTÃO ORGANIZACIONAL:
  • Atividades não são bem estabelecidas;
  • Atividades sem prazos pré-estabelecidos;
  • Redundância de responsáveis ou atividade sem responsável;
  • Conjunto de etapas ou atividades  muito maiores do que as necessárias.

MAPEAR E PADRONIZAR PROCESSO:

O Mapeamento de Processos visa a padronização e otimização de processos nos negócio da entidade de modo que haja ganhos expressivos de qualidade e retorno financeiro, através dos mapas é possível:

Calcular os custos totais do processo, das suas atividades ou tarefas;

  • O tempo de execução das tarefas;
  • Os responsáveis e pessoas alocadas;
  • Delegar as tarefas e responsabilidades;
  • O tempo de dedicação de cada recurso;
  • Estabelecimento de melhorias ou otimizações.

AGENDADOR:

Como podemos ajudar o seu negócio?

O Agendador online é um conjunto de ferramentas online para prestadores de serviço que tem como principal objetivo garantir o controle sobre horários agendados e profissionalizar o sistema de atendimento. Internet O primeiro passo para o seu negócio ser bem sucedido na Internet é ter um website profissional. O seu cliente precisar acessar um site atraente, onde se sinta confortável e seguro, com as informações necessárias para convencê-lo a contratar os seus serviços e além de tudo, fácil de usar. Nós podemos ajudá-lo com isso. Saiba mais Seu próprio sistema de Agendamento Diga adeus ao “caderninho” todo riscado e confuso. Com o Super Agendador, seus clientes poderão agendar seus serviços diretamente no seu site, seja através de um computador, por telefone ou via aplicativos para celular, com pagamento online e lembretes via SMS.

PEQUENO PORTE:
MÉDIO PORTE:
GRANDE PORTE:

Marcia Oliveira: .

Daniel Oliveira: Bacharel em ciências contábeis, pós graduado em controladoria e gestão e MBA International Accounting pela Fundação Comércio Álvares Penteado, ex-profissional de empresas de auditoria (Big Four) como Ernst & Young, PriceWaterHouseCoopers, alcançou o cargo de Controller aos 36 anos de idade em empresa multi nacional Alemã no ramo químico realizando uma série de re-estruturação organizacional, incorporação de empresas, implantação de sistema de gestão SAP R/3, consolidação financeira (Hyperion Finanacial Reporting Statements), planejamento orçamentário anual (Budget & Forecast), EBITDA reporting dentre outras diversas atividades realizadas, hoje sócio-diretor na empresa Guia-se Negócios pela Internet.

INFRA-ESTRUTURA TECNOLÓGICA:

Infra-estrutura:

 

EQUIPE DE PROFISSIONAIS:
RECURSOS NECESSÁRIOS:
POLÍTICAS E PROCEDIMENTOS:
“HISTÓRIA E CONCEITOS SAP”

“HISTÓRIA E CONCEITOS SAP”

A HISTÓRIA DA SAP:

O Nome: SAP (Sistemas, Aplicações, Produtos em Processamento de Dados).

O Início: Foi criada em 1972 por 5 consultores da IBM (Hasso Platter e quatro outros colegas) que perceberam a possibilidade de criar um pacote de software padrão a ser executado em mainframe IBM. Em dezoito meses foi criado o sistema R. Depois foi renomeado para R/1, sendo seguido pelos sistemas R/2 e R/3. O primeiro contrato da SAP não foi para seu software padrão, mas um software de desenvolvimento de projetos para a ICI, multinacional química inglesa. Após o contrato com a ICI a SAP conseguiu contratos com Dow Chemical, DuPont e Eastman Chemical.

Todas essas empresas ainda estão utilizando R/2, o qual é executado em mainframe. Elas estão migrando lentamente para o R/3, versão cliente-servidor do software. O R/3 apareceu inicialmente no final dos anos 80 quando a IBM lançou sua arquitetura SNA. Plattner imediatamente começou o projeto do que se tornaria o R/3, mas ele e seus parceiros decidiramtrabalhar com Unix no lugar do mainframe IBM. O desenvolvimento durou cinco anos e em 1992 o sistema R/3 foi lançado.

Ele foi instalado inicialmente nos escritórios dinamarqueses de uma pequena empresa finlandesa. Foi concebido para pequenas empresas enquanto o R/2 continua a ser o produto para grandes corporações. Em 1992 o mercado começou a abandonar a indústria de mainframe e as vendas destes equipamentos estagnou. O R/3 tinha de ser atualizado para as necessidades das grandes corporações se a SAP pretendia ainda permanecer no mercado. Porém percebeu-se que o mercado europeu apenas não seria suficiente para atender a este esforço de atualização e este novo produto foi oferecido para o
mercado americano.

Plattner foi para Los Angeles esperando conseguir algumas pequenas empresas americanas como seus primeiros clientes. Conseguiu seu primeiro acordo com a Chevron Oil, a qual ainda hoje é um cliente chave. O SAP apareceu na América no meio de uma revolução nas corporações chamada reengenharia de processos de negócios. Todas as seis grandes firmas de software lutavam para atender a esta nova dor de cabeça das corporações americanas, o velho estilo de fazer negócios. A SAP entrou em cena com um produto que atendia a muitos dos novos processos de negócios, e aliou-se a firmas de consultoria como a Andersen Consulting para fazer o software atender a consultoria em processos de negócios.

Soluções para pequenas e médias empresas: All-in-One – Pré configurado por tipo de atividade.

Business One – Para pequenas empresas, segue os padrões do R/3, um sistema mais compacto com foco e soluções direcionadas. Plataformas SAP Enterprise SOA: SOA (Service-Oriented Architeture) é uma arquitetura usada para desenvolver, implantar e gerenciar uma infraestrutura de software. Esse tipo de abordagem permite que as empresas reajam rapidamente às mudanças nas condições de negócio, simplesmente criando interações entre os serviços existentes. SAP NetWeaver: A plataforma SAP NetWeaver permite integração de forma escalável, pela absorção dos diversos elementos da infraestrutura da TI, que suportam e aceleram os processos de mudança na empresa. A SAP NetWeaver utiliza padrões da Web, como HTTP, XML e serviços Web para dar flexibilidade à estrutura empresarial, além de facilitar e melhorar sua performace por meio do projeto, construção, implementação e execução de novas estratégias e processos. Diferenças entre R/3, MySAP e MiniSAP:4

SAP R/3 era a denominação do software da SAP até as versões 4.6C; A denominação MySAP surgiu com a versão Enterprise 4.7, lançada em 2003. Agora temos as denominações ECC 5.0 e a mais atual é a ECC 6.0.Mini SAP é uma ferramenta específica para instalação caseira, onde o pessoal de ABAP e BASIS pode treinar funcionalidades, nãoservindo para testes funcionais. É um manual (help) para linguagem ABAP.

SAIBA MAIS:

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA SAP R/3 E SISTEMAS DE PROJETOS:

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA SAP R/3 E SISTEMAS DE PROJETOS:

Módulo SAP:

BPM Business Process Management: O objetivo transmitir uma visão geral sobre os módulos de FI, CO, MM, PP e SD juntamente com os processos de negócio e as principais transações utilizadas apresentando os conceitos de cada uma dos módulos e os processos de negócios aplicados à utilização nos principais segmentos de mercado.

Mapeamento dos processos das áreas:

FI – Módulo finanças;
CO – Módulo Controladoria;
MM – Módulo Gestão de Materiais;
PP – Módulo Planejamento da Produção;
SD – Módulo Vendas e Distribuição;
PM – Módulo Planejamentos da Manutenção;
HR – Módulo Recursos Humanos.

  • MANUAL ERP E SUPORTE.
  • Registro de Ticket e Auxílio para Configurações Iniciais.

SAP GERAL – Introdução ao Sistema SAP

Para um bom aproveitamento da ferramenta SAP R/3, é necessário aperfeiçoar as práticas de transações:

  • Para isso você deve conhecer a Empresa SAP
  • Conhecer os Conceitos Gerais aplicados ao SAP ECC
  • Conhecer os Componentes da Solução e produtos SAP
  • Conhecer a ferramenta de implementação SAP Soluction Manager
  • Conhecer e Identificar os componentes do ECC – Enterprise Central Componente
  • Efetuar Logon e logoff no Sistema
  • Acessar uma Transação
  • Conhecer a Tela SAP Easy Access do Sistema
  • Criar Menu Favorito
  • Personalizar a interface do Sistema
  • MM – Materiais
  • Entendendo Componente Administração de Materiais
  • Nível Organizacional, Dados Mestre (utilizados pelo componente MM)
  • Integração MM com os outros componentes
  • Fases do Ciclo de Suprimento de um serviço ou produto (material)
  • Gerenciamento de Informações (relatórios)

Conhecer as transações:

  • Criação de Material (MM01/MM02/MM03)
  • Criação de Fornecedor (XK01 / XK02 / XK03)
  • Requisição de Compra (ME51N/ME52N/ME53N)
  • Ordem de Compra (ME21N/ME22N/ME23N)
  • Recebimento Físico (MIGO)
  • Recebimento Fiscal (MIRO)

PP – Produção

  • Descrever o componente de Planejamento e Controle de Produção
  • Classificar os tipos de produção manufaturas
  • Listar as unidades organizacionais que o componente utiliza
  • Descrever as etapas do processo de Planejamento e Controle da Produção
  • Integração com as outras áreas
  • Prática Transações:
  • Criação de Materiais (MM01/MM02/MM03)
  • Criação da BOM (CS01 / CS02 / CS03)
  • Criação do Roteiro (CA01/CA02/CA03)
  • Criação de Ordem de Produção (CO01/CO02/CO03)
  • Baixa Material Básico (MB1A ou MIGO (por Ordem de Produção)
  • Apontamento do Produto Acabado (CO15)
  • *desde que comprovado o atendimento de pré requistos, será permitido cursar os módulos separadamente

SD – Vendas e Distribuição

  • Entendendo Componente Vendas e Distribuição
  • Nível Organizacional (visão Vendas e Distribuição)
  • Dados Mestre (utilizados pelo componente SD)
  • Fases do Processo de Vendas e Distribuição
  • Gerenciamento de Informações (relatórios)
  • Criação de Material (MM01/MM02/MM03)
  • Criação de Cliente (XD01 / XD02 / XD03)
  • Criação de Ordem de Venda (VA01/VA02/VA03)
  • Criação de Fornecimento (VL01N/VL02N/VL03N)
  • Emissão de Nota Fiscal (VF01/VF02/VF03)

FI – Financeiro

  • Descrever a Contabilidade Financeira (FI)
  • Subcomponente da Aplicação
  • Níveis Organizacionais no processo Financeiro
  • Integração da Contabilidade Financeira
  • Papéis definidos para Contabilidade Financeira
  • Prática Transações:
  • FS00 – Criar conta no plano de contas
  • FB01 – Criar Partida em conta do razão
  • FBl3n – Visualizar partidas do razão

CO – Contabilidade

  • Descrever a finalidade e a integração Contabilidade de Custos (CO)
  • Diferença entre Contabilidade Financeira (FI) e Contabilidade de Custos(CO)
  • Compreender os componentes da Contabilidade de Custos
  • Conhecer cada uma das unidades organizacionais da Contabilidade de Custos
  • Entender a Área de Contabilidade de Custos
  • Criar Centro de Custo
  • Criar classe de custo primária
  • Criar classe de custo secundária
  • PS Sistemas de Projetos

Objetivo de conhecer as diferentes funções e estruturas utilizadas no sistema SAP, na Administração de Projetos. Demonstrar a integração do Sistema de Projetos com outros componentes do SAP ERP.

Visão Geral do Sistema de Projetos.

  • Conceitos e metodologias utilizados no Sistema de Projetos
  • Plano de Estrutura do Projeto (WBS)
  • Diagramas de Rede (Networks)
  • Integração com outros componentes do sistema SAP ERP.
  • Planejamento, Orçamento e Custos reais.
  • Sistema de Informação.

O objetivo der conhecer um pouco sobre cada módulo é capacitar os profissionais com ênfase em modelos de negócio e processos produtivos, em adição ao conhecimento das transações no software, e com o entendimento do processo completo, de ponta a ponta Introdução e fundamentos do BPM (Business Process Management) contexto histórico do gerenciamento de processos as três (3) ondas de gestão e os principais estilos de gerenciamento Conceitos e exemplos de processos de negócio Ciclo de Vida de BPM, organização funcional vs. centrada em processos, Papel dono de processos, papéis e responsabilidades stakeholders,

  • Tecnologias para gerenciamento de processos (BPMS, SOA).
  • Metas e Objetivos de Negócio
  • Principais funções de uma empresa
  • Habilidades necessárias para os gestores
  • Conceitos relacionados à gestão de operações e análises financeiras
  • Visão geral do processo de planejamento estratégico e relacionamento com marketing;
  • Gerenciamento de projetos e recursos humanos
  • Cadeia de Valor. O que é e Porque toda empresa tem que conhecer a sua?
  • Fundamentos do Processo de Negócio
  • Conceitos de processos
  • Elementos de um processo
  • Características de processos
  • Tipos de processos
  • Descoberta da Situação Atual do Processo (As-Is)
  • Níveis de modelagem de processos de negócio
  • Principais Notações de Modelagem de Processos (BPMN, Fluxograma, EPC, UML, IDEF e VSM)
  • Obtendo informações sobre o processo e o ambiente de negócio
  • Analisar o processo
  • Documentação da Analise
  • Desenhando o estado futuro do processo (To-Be)
  • Quais ferramentas utilizar no suporte à modelagem de processos.
  • Sub Módulo IV – Modelagem de Processos com a notação BPMN
  • Conceitos sobre Modelagem de Processos
  • Diferença entre Diagrama, Mapa e Modelo
  • Componentes de Processos
  • Conceitos sobre a notação
  • Objetivos e Escopo
  • Estrutura da BPMN
  • Níveis de complexidade
  • Tipos de modelos
  • Visão geral dos elementos
  • Objetos de Fluxo (Eventos, Atividades e Gateways)
  • Objetos de Conexão (Fluxo de Sequência, Fluxo de Mensagem e Associação)
  • Partições (Piscina e Raia)
  • Artefatos (Objeto de Dados, Anotação e Agrupamento)
  • Melhores práticas de modelagem
  • Frameworks e modelos para processos, qualidade, governança e métricas e visão geral de frameworks de referência:
  • Framework de Classificação de Processos da APQC, SCOR, Value Chain Reference Model (VRM), Business Process Maturity
  • Model (BPMM) e COBIT.

Metodologia ASAP – Roadmap com 5 passos de uma implantação SAP, visão geral do ASAP – metodologia AcceleratedSAP; ASAP é como uma fórmula, baseada nos princípios do PMI, específica para a implantação do SAP, que, tem em seus pilares a divisão da implantação em 5 fases. Isso torna todo o processo mais facilmente controlável, aumentando assim a possibilidade de sucesso. A essa divisão damos o nome de Roadmap.

  • Mapeando processos e entendendo os artefatos – ASAP
  • Aplicação os conceitos de BPM com BPMN 2.0;
  • Entendendo os principais artefatos que a metodologia ASAP sugere;CADASTROS
  • Cadastro de Clientes e Fornecedores
  • Categorias de Produtos
  • Planilha de vinculação, atualização de produtos Multiloja
  • Importador de Produtos
  • Grupos de produtos
  • Estrutura de Produto
  • Variação de Produto
  • Importador de Produtos (csv)
  • Produto Multi-loja
  • Ficha Técnica e Composição de Produtos
  • Imprimir Etiquetas dos Produtos

SUPRIMENTOS

  • Registro das compras
  • Controle de múltiplos estoques
  • Exportador de Saldos de Estoque
  • Importador de Saldos de Estoque

VENDAS

  • Pedidos de Venda
  • Checkout de pedidos
  • Frente de Caixa
  • Vendedores e Comissões
  • Cálculo de Preço de Venda
  • Vendas em Balcão
  • Controle de Mesas

FISCAL

  • Passos iniciais para emissão da NFe
  • Cupom Fiscal PAF ECF Integração SysPDV Casa Magalhães
  • Relação de Prefeituras com NFSe

ICMS DIFAL

  • Novidades nas notas fiscais

GNRE

  • CEST Código Especificador da Substituição Tributária
  • Emissão de notas
  • Naturezas de operação
  • NFe filiais
  • Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFCe)
  • Emissão de notas de importação
  • Emitir Carta de Correção
  • Cancelamento de NFe
  • Nota Fiscal Complementar
  • Emitir NFe de crédito de ICMS
  • Erros e rejeições comuns
  • Configurando a Nota fiscal de Serviço Eletrônica (NFSe)
  • Preenchendo a Nota fiscal de Serviço Eletrônica (NFSe)
  • NFSe Mensagens de erro
  • Exportação de Lote RPS
  • Substituição Tributária
  • Tabela IBPT
  • Impressão de Notas Fiscais em Lote
  • Importação de NFes em Lote
  • Geração do SPED.

2 + 14 =